Saúde e Bem Estar

Por que no verão a incidência de pedras nos rins aumentam?

pedras nos rins
Escrito por wendson

No verão, há o aumento de 30% de casos de pacientes com pedras nos rins.

Muitas pessoas que sofrem com problemas renais, em especial de cálculo renal
(também conhecido como pedras nos rins), sabem que os meses de verão podem
ser mais propícios para este tipo de dores e crises.

Mas você sabe por que, durante o verão, a incidência de pedras no rins aumentam?

O que são Cálculos Renais?

Cálculos renais ou pedras nos rins são formações endurecidas que se formam nos
rins ou nas vias urinárias resultantes do acúmulo de cristais existentes na urina.

Em poucos casos, os pacientes podem não apresentar sintomas ou, até mesmo,
sentir pouca dor durante a passagem da pedra pelo canal que leva a urina do rim
para a bexiga (ureter).

Mais sobre saúde e bem-estar

Porém, a maioria das pessoas apresentam alguns dos sintomas mais clássicos, tais
como dor muito forte, quase insuportável, que começa nas costas e se irradia para
o abdômen em direção à virilha; náuseas e vômitos; infecções urinárias; dentre
outros.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), 1 em cada 10 pessoas no
Brasil sofra de cálculo renal. Além disso, essa condição é mais comum entre
adultos jovens, entre os 20 a 35 anos e mais frequente em homens.

O verão e a formação de pedras nos rins: qual é a relação?

Ainda de acordo com a SBU, é durante o verão que se acende um alerta para a alta
incidência de pedras nos rins, sendo 30% maior que em outros períodos do ano.
Isso acontece porque há o aumento da transpiração sem a hidratação adequada
para supri-la.

Uma forma de prevenir este problema é a hidratação. O ideal é consumir de 2 a 3
litros de água diariamente. Porém, alguns fatores devem ser levados em
consideração para o ajuste à realidade de cada pessoa, tais como: constituição
física (peso, altura, percentual de gordura corporal) e outras perdas de líquido
como respiração ou suor que podem ser decorrentes do clima ou atividades
físicas.

Outras atitudes que podem ajudar na prevenção são: diminuir o consumo de sal;
fazer atividades físicas; diminuir o consumo de proteína animal e aumentar a
ingestão de sucos cítricos.

Além disso, o acompanhamento com um profissional especializado é fundamental
para evitar futuras crises, além do tratamento adequado. Para ter acesso à
profissionais, basta procurar pela especialidade na sua região, por exemplo

Urologista Campinas. Entre em contato e verifique qual clínica melhor atende suas
necessidades. Com certeza, irá encontrar um profissional altamente qualificado.

Sobre o Autor

wendson

1 comentário