Empreendedorismo

Sinais de que um empreendimento vai dar certo

Sinais de que um empreendimento vai dar certo
Escrito por Erick Araujo

Empreender é uma tarefa árdua, cheia de curvas sinuosas e estradas esburacadas. E justamente por isso, ter alguns sinais de que um empreendimento vai dar certo seria bastante interessante, não é mesmo?

Bom, ninguém aqui tem bola de cristal e não podemos gerir um negócio com base em futurologia. No entanto, é possível entender se estamos no caminho certo, simplesmente estabelecendo e seguindo alguns critérios fundamentais para o negócio em si.

Afinal, assim como uma obra de construção civil, um negócio também precisa de fundamentos. Caso contrário, será construído de maneira equivocada, em um terreno ruim e, consequentemente, tudo vai desabar.

No artigo de hoje, vamos entender como o seu negócio pode dar sinais e que vai dar certo e porque você deveria confiar neles! Continue lendo para entender tudo.

Sinais de que um empreendimento vai dar certo

Antes de mais nada, precisamos definir e entender aqui o que realmente significa esses sinais de que um empreendimento vai dar certo. Este “vai dar certo” é totalmente amplo e precisa ter algum significado prático para o projeto.

Caso contrário, ele será apenas uma métrica distante, aleatória e que não vai levar a empresa a lugar algum. 

Alguns sinais de que um empreendimento vai dar certo

Alguns sinais de que um empreendimento vai dar certo

Portanto, definir o “dar certo” é, basicamente, entender que aquilo que você se propôs a fazer está caminhando para as direções corretas.

Ou seja, a gente pode entender que um negócio está dando certo logo em seu primeiro dia de vida, visto que se houver um plano para ser seguido, já é um caminho bem interessante do “dar certo”.

Afinal, um negócio totalmente insustentável, sem bons parâmetros, em um mercado ruim, com um produto ruim, mesmo que dê resultado financeiro, está em um caminho fadado ao “não dar certo”. 

Inclusive, uma dica extra e muito interessante que você pode implementar na sua jornada empreendedora, é: não fique pensando que o negócio um dia vai dar certo. Pense que ele está dando certo um pouquinho todos os dias. O controle da mente é fundamental para empreender.

Mas, além disso, existem, sim, alguns critérios que você pode observar que são fortes indicativos de que você terá um negócio sustentável e próspero. Falaremos de cada um deles a partir de agora. Portanto, continue a sua leitura.

Quando há dinheiro disponível no mercado

Um dos primeiros sinais de que um empreendimento vai dar certo, é quando você faz uma pesquisa de mercado e entende que definitivamente há um mercado a ser explorado. Ou seja, há dinheiro no mercado que você pode ir atrás dele. Isto é fundamental e faz toda a diferença para que um negócio efetivamente dê certo.

Veja Também: O que é um Shareholder?

É claro que há situações um pouco menos evidentes, principalmente para o caso de empresas em formato start-up que, muitas vezes, estão em um mercado em desenvolvimento. Afinal, o comportamento do consumidor muda e os mercados surgem a cada dia.

No entanto, é muito importante que você faça uma pesquisa qualitativa e quantitativa no seu mercado, de modo que você consiga extrair informações valiosas sobre ele. Aqui está o primeiro indicativo claro de que há chances de você prosperar ou não na área.

Dica: esta pesquisa precisa ser feita por profissionais que entendam do assunto, para que não haja viés de pesquisa, ok? Uma pesquisa mal feita pode fazer com que negócios já nasçam fracassados, pois as respostas não podem indicar apenas esperança para o empreendedor. Mas sim, precisam indicar números, dados e estatísticas claras e reais.

Plano de negócios viável e seguido a risca

Não importa se você está se propondo a vender pés para sofá, automóveis, eletrodomésticos ou passagens aéreas: você precisa ter um plano de negócios. É de fundamental importância que o seu negócio seja guiado por um plano previamente pensado e adequado, de modo que você tenha um passo a passo diário para seguir e executar.

Um bom plano de negócios não é aquele que vai fazer a sua empresa ficar milionária da noite para o dia. Isto será uma consequência do plano, principalmente quando colocado em uma perspectiva de longo prazo.

Você precisa ter, de maneira clara, o que a sua empresa vai produzir, o que vai vender, para quem vai vender, como vai vender e diversos outros critérios que vão fazer toda a diferença na gestão. 

Dica: uma planilha de Excel ou uma apresentação de PowerPoint aceita basicamente tudo que você inserir. Ou seja, por mais que um plano de negócios tenha o poder de guiar o seu negócio, isto não significa que tudo que você colocar nele, seja viável. Então, faça-o de maneira sensata e sem pensar em futurologia ou achismos.

Foco no longo prazo e sem querer tudo pra ontem

Mais um dos sinais de que um empreendimento vai dar certo, é quando não há um foco no imediatismo. Ou seja, você está totalmente focado em fazer o projeto dar certo no longo prazo. Isto é saudável para todos: para o negócio, para o produto, para o plano de negócios e para a sua saúde mental.

Não comece um negócio somente com base em uma tendência ou em uma moda. Isto são coisas de momento e que logo vão passar. Comece negócios que você possa enxergar potencial, pelo menos, para daqui a cinco anos (prazo mínimo).

Você não precisa “chegar lá” antes do que os outros. Empreender não é uma competição de 100m rasos. Mas sim, uma maratona. Foque nisso!

Reinvestimento no negócio depois dos primeiros reais de lucro

Outra forma de entender se o seu negócio vai ou não dar certo no longo prazo, é observar os reinvestimentos. Quando há reinvestimento dos lucros, as chances de você acelerar o processo de crescimento são verdadeiramente grandes, pois a empresa começa a se desenvolver sozinha. É como se ela mesma produzisse a lenha para alimentar o fogo dela.

Então, se a sua estratégia ou plano de negócios contemplar o reinvestimento dos lucros nas fases iniciais da empresa, saiba que isto pode indicar um bom caminho de prosperidade. Mas, claro, não se iluda: reinvestir os lucros em um negócio que não está bem formatado, não vai trazer resultados.

Por isso, considere todas as outras dicas para que esta aqui faça sentido na prática.

Dívidas controladas e feitas para o negócio crescer

E por fim, tenha uma boa gestão de dívidas do seu negócio. O ideal é que o projeto já nasça sem nenhuma dívida, pois quanto menos custo fixo você tiver, melhor. No entanto, isto nem sempre é possível. E quanto não for possível, você precisa ter um controle muito grande do dinheiro que está devendo.

Quando as dívidas são feitas para um investimento, as chances de haver prosperidade são maiores. O melhor momento para pegar algum dinheiro emprestado, é quando você ou sua empresa não precisam dele. Lembre-se sempre disso e fique atento aos sinais de que um empreendimento vai dar certo!

Sobre o Autor

Erick Araujo